Candidatos já se articulam para disputa de 2018 ao Governo do RN

Postado por Modesto Neto às 06:19


Enquanto o cenário político nacional ferve com a possível queda do presidente Michel Temer e a economia brasileira continua estagnada, com a marca de 15 milhões de desempregados, os bastidores políticos nos estados estão tomados por articulações que visão proteger as lideranças tradicionais dos partidos políticos, envolvidos em escândalos de corrupção. Apesar do estrago público das delações, nos bastidores já são discutidos os nomes que estarão na disputa majoritária das eleições de 2018.

No Rio Grande do Norte, o governador Robinson Faria do PSD disputará a reeleição enfrentando o desgaste da crise de segurança que o Estado atravessa. O consórcio governista buscará estabelecer uma aliança com o PSDB e pequenos partidos. Neste cenário o deputado federal Rogério Marinho ou o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, deverá disputar uma vaga ao Senado representando os tucanos. 

O prefeito da capital Carlos Eduardo Alves do PDT, conta com a simpatia dos familiares que comandam o PMDB na corrida sucessória pelo Governo do RN. A provável chapa poderá envolver uma coligação entre PDT, PMDB e DEM, tendo Carlos Eduardo ao Governo e Garibaldi Alves e Agripino Maia ao Senado.

A senadora Fátima Bezerra do PT também deve ser candidata ao Governo do Estado.  Apesar do desgaste do petismo, Fátima contará com o apoio de Lula, provável candidato à Presidência e forte influência eleitoral no Nordeste do país. O PT busca atrair o PCdoB e outros parceiros políticos. Um razoável tempo de propaganda eleitoral é essencial para garantir a postulação de Fátima.

Apesar da crise que já varreu o primeiro semestre de 2017, as articulações seguem e além dos três nomes citados, certamente outros partidos lançarão candidatos majoritários. O ano de 2017 continua sendo um ano pré-eleitoral de articulações e acordos.

Categorias: