PSOL aposta na juventude e lança Modesto Neto a Prefeitura de Angicos

Postado por Modesto Neto às 13:06

Na tarde deste sábado (23), na Escola Estadual Professor Francisco Veras, o PSOL reuniu seus convencionais e aprovou a primeira chapa oficial para a disputa majoritária em Angicos (RN). O professor Modesto Neto e o tenente Horácio Batista foram aprovados por unanimidade como candidatos e prefeito e vice-prefeito e concorrerão às eleições de 2 de outubro. 

Os trabalhos foram conduzidos por Johnata Macêdo na qualidade de presidente do PSOL Angicos em um plenário lotado de jovens e trabalhadores. A mesa foi composta por várias representações de movimentos sociais e de entidades de classe. O professor Magnus Gonzaga representou a Associação de Docentes da UFERSA (ADUFERSA), João Paulino o PSOL Fernando Pedrosa e Thiago Vinicius o Grêmio Estudantil do IFRN Ipanguaçu, a fisioterapeuta Mayara Costa representou as trabalhadoras da área da saúde, a artista plástica Miriam Revorêdo as trabalhadoras da cultura, Marileide Matias como professora da rede estadual de educação e a professora Priscianny Lopes foi citada como uma destacada ativista negra e feminista da cidade. Os membros da mesa fizeram menção a importância daquele momento político e elogiaram o PSOL como uma referência da nova política da cidade.

Após aprovada a chapa majoritária e proporcional do PSOL, o poeta e jornalista Leonardo Bezerra fez um emocionado discurso e destacou a representatividade da mesa e dos candidatos do partido. “Que mesa linda, cheia de mulheres e gente que luta, um candidato a prefeito que é um intelectual, um jovem, um lutador que vai fazer uma campanha com a poética de uma nova cidade, uma nova política e por um futuro diferente que já bate à porta”, discursou. O blogueiro Juscelino França, o jovem Jackson Cunha e várias outras pessoas do plenário emprestaram palavras de apoio e teceram elogios a escolha do tenente Horácio Batista como candidato a vice-prefeito. 

CHAPA PROPORCIONAL

O PSOL decidiu que concorrerá as eleições com chapa própria e sem coligações. O partido aprovou três candidaturas proporcionais. O trabalhador autônomo João Rocha que defende uma política de sustentabilidade com o plantio de milhares de arvores na cidade foi aprovado como candidato a vereador. O gari José Nicodemos (conhecido popularmente como Cocó) também foi aprovado e levantou a palavra de ordem “vai ter gari na Câmara”. A professora aposentada Maria José e especialista em literatura também foi aprovada candidata a vereadora.

DISCURSOS

O candidato a vice-prefeito, o tenente Horácio Batista fez um discurso em que agradeceu a presença de todos e se mostrou muito feliz em fazer parte da chapa do PSOL que tem mostrado a vivacidade da juventude em muitas lutas. Horácio ressaltou que é preciso unir as pessoas comprometidas em resolver os graves problemas da cidade. O professor Modesto Neto ressaltou a representatividade da mesa, disse que tinha orgulho do seu companheiro da chapa e afirmou que o PSOL entra nas eleições não apenas para disputar o pleito, mas a consciência da cidade para um projeto de cidade justa, sustentável e solidaria com uma revolução na educação e uma nova política de desenvolvimento econômico e social com os trabalhadores e a juventude.

HISTÓRIA

Horácio Batista é de origem familiar humilde, viveu no campo e trabalhou como agricultor durante mais de 20 anos. Horácio trabalhou como músico e conseguiu ingresso na Polícia Militar no começo da década de 1980 quando a Ditadura Militar vivia seus últimos anos. Nos quartéis Horácio sempre se colocou contra as práticas de tortura e assassinatos e galgou espaço até se tornar tenente e assumir o comando do 2ª Companhia de Polícia Militar de Angicos. Nos cursos de formação de praças do 10º Batalhão da Policia Militar de Assú o tenente Horácio Batista é o instrutor de Direitos Humanos e disputa agora em 2016 sua primeira eleição como candidato a vice-prefeito.

O professor Modesto Neto tem 26 anos e é historiador e mestrando em Ciências Sociais pela UFRN. Quando foi estudante da UERN cumpriu um papel importante no movimento estudantil, foi dirigente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), fez parte da greves históricas e como membro do Conselho Superior (CONSUNI - UERN) defendeu a implantação do curso de Geografia que deverá formar sua primeira turma no próximo ano no Campus Walter de Sá Leitão em Assú. Modesto Neto disputa sua primeira eleição como candidato a prefeito pelo PSOL.