Nota sobre as difamações, calúnias e acusações infundadas de um vereador corrupto

Postado por Modesto Neto às 07:18


Já está virando rotina: cada vez que a vereadora Amanda Gurgel (PSTU) faz uma denúncia na Câmara Municipal de Natal, o vereador Júlio Protásio (PDT) responde com difamações, calúnias e acusações infundadas.

Essa campanha de calúnias, feitas pelos políticos profissionais pagos pelos ricos e poderosos de Natal, tem o objetivo de derrubar um mandato que cumpriu a vontade do seu eleitorado: fez a defesa intransigente dos trabalhadores e dos serviços públicos, um mandato que não faz acordo nem recebe dinheiro de empresários, de uma representante que continua vivendo como uma simples professora, recebendo o mesmo salário que recebia antes quando lecionava.

Este exemplo de coragem e honestidade incomoda a politicagem que toma conta da política brasileira, que virou um antro de negociatas e enriquecimento ilícito.

Atacam Amanda dizendo que ela não é professora, que vive com salário de 17 mil por mês, e não com um salário de professora, e ainda que não prestou contas de contratos da ONG Zuzu Angel.

Todos sabem que Amanda Gurgel é professora, que lecionou nas escolas da rede pública Amadeu Araujo, Myriam Coeli e Iapissara Aguiar. Documentos da própria Secretaria de Educação, que comprovam o trabalho de Amanda como professora, já estão protocolados junto à Meda Diretora da Câmara. Inclusive, por esta injúria e difamação, o vereador Júlio Protásio será julgado e poderá ser condenado na Justiça Criminal no processo 0100152-65.2016.8.20.0001.

O vereador condenado na Operação Impacto também disse que Amanda vive com o salário de R$ 17 mil, e não com salário de professora. Outra calúnia. No PSTU, é um princípio que seus parlamentares vivam com o salário médio de uma professora ou de um operário qualificado. O PSTU tem orgulho de ser um dos poucos partidos no Brasil que não está na lista da Odebrecht, na Operação Lava-Jato. Dos R$ 17 mil que cada vereador recebe hoje, Amanda fica com o valor de R$ 3.680,00, mesmo valor que recebia por dois vínculos na rede pública, que corresponde ao seu salário de professora do Estado e do Município. O restante é usado para apoiar movimentos sociais, populares, políticos, estudantis e culturais.

Sobre a ONG Zuzu Angel, Amanda Gurgel foi presidente de fato da entidade até março de 2009, oportunidade na qual se desligou da entidade, repassando suas atribuições e responsabilidades aos demais membros da organização. Os convênios analisados pelo Tribunal de Contas da União foram executados depois dessa data, portanto Amanda não tem nenhuma responsabilidade por estes convênios. Ela já apresentou sua defesa ao TCU e os responsáveis pela entidade já prestaram contas da execução do primeiro convênio e estão tomando as providências a respeito do segundo. A documentação que isenta Amanda de qualquer responsabilidade por estes convênios também já foi protocolada junto à Mesa Diretora da Câmara e ao Tribunal. A professora age dessa forma por entender a importância da transparência com os recursos públicos.

Toda a documentação mencionada também está disponível no gabinete da vereadora.

Por fim, o Mandato Socialista de Amanda Gurgel tem orgulho de estar cumprindo com tudo o que falou durante a campanha eleitoral, na qual recebeu a confiança de 32.819 trabalhadores e trabalhadoras natalenses. O mandato presta contas a estas pessoas idôneas que constroem toda a riqueza da cidade de Natal e são exploradas pelos grandes empresários e desprezadas pelo poder público.

Os ataques de políticos corruptos, pagos pelos grandes empresários, mostram que o mandato está no caminho certo, na trincheira da luta dos trabalhadores. Sinal que a vereadora está incomodando os ricos e poderosos. É para isso que serve o mandato socialista.

O PSTU e o mandato fazem a defesa intransigente dos trabalhadores e sem envolvimento em falcatruas com empresários. São exemplos de honestidade e luta em meio à roubalheira geral que toma conta do país. Para o partido e a professora Amanda, política não é meio de enriquecimento pessoal, é uma tribuna onde ecoa a voz e a luta dos trabalhadores da cidade e do Brasil.


Mandato da Vereadora Amanda Gurgel (PSTU)


Natal, 20 de abril de 2016.
Categorias: