Nova Práxis participa de ato dos trabalhadores da UERN e da Saúde em greve

Postado por Modesto Neto às 23:23



ATO UNIFICADO REÚNE TRABALHADORES DA UERN E DA SAÚDE

No RN muitas greves ocorreram com bastante efervescência durante o Governo Rosalba Ciarlini (2010-2014), o que levou muita gente a chamar o estado potiguar de “Rio Greve do Norte”. Quem pensou que com as eleições e o novo governo, os trabalhadores da esfera estadual seriam tratados melhor, enganou-se.  O Governo Robinson Faria é uma continuidade do Governo Rosalba e já demonstra no primeiro semestre de governança que não está disposto a conceder aumentos salariais e cumprir acordos de reajustes anteriormente firmados.

No “Rio Greve do Norte” versão 2.0 os servidores da Saúde, e, professores, técnicos e estudantes da UERN entraram em greve, realizando um ato unificado na manhã desta terça (16) em frente à Assembleia Legislativa. Os sindicatos ADUERN, SINTAUERN, ANDES e SINDSAÚDE, além de várias representações do movimento estudantil, tomaram uma das principais praças do centro da cidade em Natal e promoveram um dia de agitação. A comunidade acadêmica da UERN, representada em vários campi no interior do Estado, se fizeram presentes com delegações das cidades de Mossoró, Assú, Caicó e Pau dos Ferros.


NOVA PRÁXIS SE SOLIDARIZA COM OS TRABALHADORES EM GREVE

Os militantes da Nova Práxis, corrente interna do PSOL, estiveram presentes durante toda a atividade matutina e se solidarizaram com os trabalhadores em greve. O estudante Luiz Carlos (foto acima) da UFERSA falou da realidade de sua universidade que também está em greve e se solidarizou com o movimento grevista. O ex-aluno da UERN e professor de história, Modesto Neto (na foto abaixo à direita), enalteceu a participação estudantil na greve: “essa greve é imensamente pedagógica, nos ensina que direitos não são dados de presente, mas arrancados dos governos com muita luta”.
O professor da UFRN e ex-candidato a Governador do Estado, Robério Paulino (foto à esquerda), esteve presente e criticou o Governo que não cumpre um acordo anteriormente firmado com os trabalhadores da UERN, ao tempo que não abre um canal de dialogo aberto com os grevistas visando claramente fazer as correções salariais necessárias. As militantes Fabielly Ramos, Walkiria Kozakevic e os ativistas Felipe Sousa e João Vitor Cúrio, também estiveram presentes durante o ato.


AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE SITUAÇÃO DA UERN

Na tarde os estudantes, professores e técnicos participaram de uma audiência pública na Assembleia Legislativa visando discutir a situação da UERN. O evento foi uma iniciativa do deputado George Soares (PR) e contou com a presença dos deputados Fernando Mineiro (PT), Souza (PHS) e Galeno Torquato (PSD), além de representantes da classe política, Governo do Estado, Ministério Público, Reitoria, DCE-UERN e sindicatos.


A comunidade acadêmica da UERN lotou o auditório da AL-RN. Estudantes se acomodaram pelo chão e demonstraram grande disposição para debater a situação da UERN que vive um histórico processo de sucateamento que tem se intensificado nos últimos Governos. O evento se alongou ao final da tarde e foi um espaço que apresentou inúmeras visões como alternativa para superação da crise que atravessa a UERN. Os militantes da Nova Práxis também acompanharam as discussões na audiência e lembraram que a Auditória Cidadã da Dívida Pública é uma alternativa para superar a crise no Rio Grande do Norte e no Brasil.